Sem título.JPG

Cosmic atomic medical body, what renunciation be my personal inscription for the sun along antenna opal genetic energy substance compose a women eventual treatment what more Portuguese Navy medic military I knew in Navy Hospital of Lisbon today operatic among the Hospital this city psychiatry and social security invalidity, what foment are touch my left ear and testicle pulled with cellphone and violence above that my military medic blame my neighbor judge vein and more who with him proportionate this crime in my body, under here an opal sun in architecture urban work what judicial comport establish effective the connection among television in this room on line Internet reveal what in years become fecundate an obituary condition stand on an classification of schizophrenic, and so what more my life in here in this city area stand over the indication military medic to operate resultant treatment of the main conditions and issues comport touch my left ear in system that the testicle respond pulled line, an woman and so complex opal antenna left side reactions in constituency effective what continue my report along verify the space atomic medical index of the over mutilation respond cure by align what compose intact body, in an line residual coming what fecundate integrate the mutual body and plant verify the antenna opal genetic vein edify an cure of crime, that the situation is a time response what compose plant atomic cosmic medical issue in nature vandalism care and intellectual no presence legalize what more do my parents and brother in this home belong me in caution of effective abandon vault living justice what more woman exist to constituency of effective work attribute in system ornamental idea compose body integral and integrated in system, are so the solar action and my life of artist here today wright in Internet by computer in this room on an television verify what dream integrate so an final understand integrate compose body, as more no living and abandon what integrate knowledge and trust person along society and individual administration what technology are so language in me orbital vein opal antenna left side objective stand touch left side ear and testicle respond pulled line by cellphone and more violence conduit to this case, what determine compose body and attribute integration relative volume of the solid integration substance total body fusion sun on energy drive navigation pulled left side plant line orbital shield testicle ear confluent intact, are resume so what effective Portuguese Navy find useful doing mental dialog and language communicate mental objective what more project object subtend my body rational line effect pulled encounter destiny conjugal acceptance subservience sequence of what living for all this written exercise public Internet appeal ?

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Fazer o quê quando minha vida se resume a arrumador de carros cerveja e droga que nem existe consumo dia a dia operar, fomentar a Marinha de Guerra Portuguesa quando só existe Horácio consulta do hospital psiquiatria e segurança social invalidez, meu pai e mãe com meu irmão classificar-me esquizofrénico, e só voz existe talvez um médico militar que se dá pelo nome Torres que costuma aqui vir alguns fins de semana olhar na minha cara como mental linguagem minha cabeça reconhece o quê de operativa, é então um processo descritivo de viver um processo que ele faz a justiça? Que nem existe se formos a ver como estou sujeito a nada a só consumir cerveja e droga que nem existe o dia a dia terapia o quê? Nada em real acontece só minha escrita aqui neste quarto como mais abandono é a situação então viver em confronto da sociedade que estou mesmo puxado por telemóveis no lado esquerdo de meu corpo na orelha e testículo? Nada prova nada e mesmo sou eu sozinho a ouvir esta voz de Torres médico militar que existe? Sou maluco então e ando a viver sem que os médicos me medicam e sou então o quê fora da consulta que Horácio médico psiquiatra me conduziu a segurança social invalidez e o que é que eu faço aqui neste computador ir então a rua fazer o quê e continuar a mexer e roer na orelha para quê o que é que existe mesmo para eu viver sujeito a quê e a quem para o quê afinal mais esta voz de médico militar Torres no que é que é eu faça para viver assim sem nenhum resultado ao que efectivo é viver com este crime ou esquizofrenia afinal que é o como meu pai e mãe quer que eu vá a Zulmira Santos tomar uma consulta que me receitem um medicamento para quê afinal qual é o meu problema e relatividade real da verdade de vida?

Posted in Sem categoria | Leave a comment

sem-titulo

On going many years operating left side ear and testicle pulled with cellphone, what is today consider me schizophrenic, doing opal antenna vein judge blame my military medic, no woman had configure what is coming today my body system doing effective all they ask me to do and along live with an inferior condition, that are an suffering what play the emotions and the status of condition along what inscribe my natural rendition to the case inflect an problem line orbital and architecture the Hospital Navy of Lisbon reject associate my life in true process living, this and more what effective demand my operation respond the over order that instruct mental dialog the over direction of Portuguese Navy, live here with my parents and an case of justice that don’t solve never, what more can I submit stay in here living for abuse and other issues that take my life so many years now belong the effective consult along no respective accomplishments, and always with judge vein whisper words of destroy my audition home and conduit this think to an absurd of the order military my medic don’t never care solve what respond effective the crime I suffer, that are an moment of punishment what more I pass doing the touch in the left ear and nothing stand for justice, yes nothing is solved and done to help me be like I’m, doing me inferior and support torture by this mutilation Portuguese Navy understand betray me doing promise an life and cure that not exist nothing claim for it in process judicial or medical, what you wont Torres more of me?

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Marinha de Guerra Portuguesa operação que submete minha vida a inscrição judicial prenunciada como ausente qualquer modo de terapia realçar a vida sujeita código como de igualar a antena opala cilindro veia esquerda genética, sem confluir instinto reservado a verdade do que mais é mental o dialogo do médico militar em questão levantar o circuito de que ao crime puxado com telemóveis foi minha orelha e testículo sujeito a tortura que mais viver nesta casa e quarto em que trabalho meus pais me considerarão esquizofrénico, é assim uma prova que o médico oficial quer sujeitar minha pessoa numa operação de mexer e roer a orelha esquerda como mais a energia de atómica e espacial efeito considera o escudo incluído a navegação das propriedades que me exclui de sanidade própria e personalidade de combate o longo de anos operar sem justiça verificada, como aqui relatar então o que se resume meu caso de vida sujeito então ao mais escrupuloso sentido de ornamental equilibrismo do corpo juntar aqui qualidades de operativa militar as pessoas em conteúdo de um crime em tortura classificada sem aprovação domestica nem publica do funcionar então operar, de resumir que soma então a acústico proporcionado sem relação validada da prova então em decorrer minha vida com este efeito da orelha e testículo puxado em mais sujeito a avaliar da segurança social como invalidez minha vida como pintor e artista liberto da psiquiatria hospitalar, condenado em viver aqui sem modo de atingir uma viável conduta a termo efectivo da sujeição negociada pelo médico militar e o meu mental escrever da situação em decorrer mais o resultado do crime a cura tudo em suspendido de viver igual aproximar de situação a acção sobre mental competência não verificada estabelecer o que de mais em justiça vali9da o sofrer então comprometer a linguagem comunicar pelas redes sociais efeitos submetidos a cooperação e acção legal verificar minha vida.

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Como estar mais a operar tendo linha corrente e mexer ainda na orelha, como fazer o que a Marinha de Guerra Portuguesa pede para eu estar na cama decorrer energia espacial e atómica ao corpo, celebrar uma longa extensão do que recupera o intuir estrutural de uma mulher convergir meu lado esquerdo na planta da orelha e testículo puxado por telemóvel com mais violência que recebi no corpo, e de momento uma situação que eu aqui em casa na verdade não tenho que meu pai e mãe sabe admitir este crime como mais meu médico militar me força sozinho eu sofrer esta situação compor um sistema operativo a fazer esse sistema justiça uma operação mental como modelo do que me têm instruído com dialogo mental a observar e investigar como meus efeitos surge para uma normalidade e retorno da linha esquerda aqui puxada, é então em contrair o corpo a forçar como receber de energia o retorno que aqui faça uma mulher produzir a minha veia opala antena testículo esquerdo reacção conduzir  o que mais têm vindo a evoluir ao longo destes anos a ficar com mais convulsão próxima de uma cura e essa mulher comigo unir o que estou puxado, continua assim um afastamento e um retorno como efeito do que mexer e roer orelha a operar volte ao que estaciona o corpo, têm sido um longo exercício que não me deixa comodidade e incomoda mesmo como tudo se inflaciona no meu lado esquerdo toda a molécula que foi puxada e assim continua um impacto de toado o escudo a esquerda antena opala massa a energia que o sol fabrica nova ar de corrente linha ao que está puxado, como aqui ovário pode trazer então uma solução e como mesmo uma mulher pode unir meu corpo sofrido do puxado e entender como ficar todo o processo criminal que ainda hoje circula a forte linha puxada numa arquitectura que sai a minha orelha de corpo lado esquerdo e como o testículo contêm esse mesmo puxado de corrente fora a magoar cilindro que é o termo mais colocado ao olho segmento antena corrente que vida justifica minha situação assim em tudo já mais testado e investigado por meu médico militar a justificar ainda hoje uma situação que não me é favorável tudo mais já operado e de efeitos sentidos ao que ele pede a muito que mexa na orelha esquerda a espera que resulte então tal cura que me dispersa já um universo grande inflectido e aproximado quais sintomas já tenha recuperado meu corpo.

Posted in Sem categoria | Leave a comment

sem-titulo

Mexer e roer orelha e testículo puxado com telemóveis, Marinha de Guerra Portuguesa culpa juiz da veia deste crime no meu corpo. Sem uma mulher como eu tenho a já muitos anos vivido ao longo desta escrita feito uma operação que explico atómico antena veia opala linha genética do meu corpo lado esquerdo, viver aqui nesta cidade zona de comércio e meu prédio que habito aqui neste quarto com meu pai e mãe a me fazer esquizofrénico com o meu irmão, tenho então vindo com o computador usar a imagem desta mulher que responda sem eu saber como liga então o processo de caber na orelha o sol como está roída e mexida minha orelha ao longo de me masturbar se aliviar se montar se me livrar do que juiz da veia fez com as outras pessoas aqui neste país me ferir, tenho então uma evolução qualquer relação mental e de dialogo aqui no meu quarto continuar a mexer e rodar roer a orelha esquerda e sentir o testículo puxado, já fui ao médico aqui no hospital da cidade mas não sei como isto é para eu afirmar o tratamento do médico militar que aqui costuma vir alguns fins de semana me observar publico, mas mais como sociedade deixa eu viver a sofrer, com esta mulher e outras entrar no sistema de meu corpo que violência e muito mais fui excluído de viver como pintor e metido em casa operar a mexer na orelha considerado de invalidez pela segurança social, não há respeito a verdade como mais a Marinha de Guerra Portuguesa insiste em me acompanhar e deixar sozinho sem reabilitar e deixar como se uma cura existe para meu futuro e justiça junto de uma mulher que tenha então um nível de aceitar o que mais sou sujeito aqui sozinho viver sem integridade e consumido por criminais numa acção do volume e geometria do meu lado esquerdo linha consumida e puxada a me matar sem nunca mais na vida viver igual meu corpo a medida de nascimento crescimento mutual e conjugal.

Posted in Sem categoria | Leave a comment

On doing my life here with my parents and brother been long years operating what tody result an difficult transaction what more establish the judge vein direct blame by Portuguese Navy on my testicle and antenna optic problem, that what is today along the treatment are a no definition of criminals that respond justice all the system that are pulled by cellphone and moving all the reactions along my room work what resolve and involve direct public operative notions, an suffer that contain all the difference of  my left side react an combination atomic cosmic substance plant energy force of the rotation and deviation of the case, that as more my impact come nature fuse what Society no reactions had prove what is done along mutilate me and avoid and penal justice what more is the effective damage of the line correspond the effects of the case in implication my body and women that direct correct my case in mutual synergy what become along what is placed left side torture and many more what is doing destroy what I compose and prove my case direct with women in Internet television direct impact the molecule of the over verify caution take the resume effective what Portuguese Navy comport along hospital consult medic connections and all more the commerce here establish doing retain property and mutilate more what effective join elements of the direct binary along prove here the crime resultant.

Posted in Sem categoria | Leave a comment