tn

Relação com uma mulher minha orelha esquerda e testículo Marinha de Guerra Portuguesa exclui justiça operativa prova veia puxada matar meu filho, e assim liberdade mutilar-me e tortura-me é o dia a dia adiado que cabe meu corpo no escudo do planeta como vital opala antena atômico planta pulmão linha geometria sol direto julgamento literal de vida entender sociedade em Portugal isolar-me e marginalizar-me em efeito de uma cura anulada liberdade clinica, em mais exclusivo cívico urbano disforme constituir valor minha historia e amizades de juventude, tal como é operar sintomático relativo orbital complemento trabalhar escrever com os média que respectivo evacuar nega minha processada linguagem e tudo que inscreva legal possuir comunidade geometria relativa cabimento especulação mercado rejeitar meu modo de estar e realidade de convívio geral a massa do comercio destinado em minha propriedade laboratório auxiliar juiz decisão tudo então que estou puxado excluído sim de mulheres em Portugal e no mundo eu existir assumir volume conjugal estrato!

Advertisements
Image | Posted on by | Leave a comment

43s44 seconds ago

Médico de família quero-lhe pintar um quadro consulta esta casa veia ouve médico militar virtual voz que exista mãe puxa cura testículo realidade esquerda sou maluco pensamento geometria vivido?

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Inverno

Trabalhar sozinho masturbar com mulheres médico militar veia cabe cura este mundo puxa de moda esquerda boi chupa-lo ouve vagina coordenadas?

Mexer a orelha fica uma coisa aberta varia espiral rompido cilindro sendo já fim, é planta horto de puxado atômico inconclusivo opala ovário molécula esquerda imagina mais que luz raiz planta há substância esperança concluir mutuo conjugal racional sexual posto aferição assumir isolação e exclusão meu tipo de montagem estrutura oral captura operativa monitor solúvel escritor submissão?

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Elástico planta atômico esquerda antena opala veia genética puxada, é assim que todo o sistema em cada um se submete numa ilegal mexer de minha operativa, provar numa mulher consistência evolução que o tempo têm moldado estruturalmente o coeficiente racional energia cognitiva expansão a geometria convergir, toda a densidade urbana e o escudo aqui da rua envolve determinados confrontos direto o juiz procurador do que meu pulmão e orelha arquitetural divide a puxado assim simetria global auditório complementos sociais de jurisdição adicional, que a Marinha de Guerra Portuguesa deixa aqui uma oncologia incompleta ao volume conjugal mutuo operativo identificado pelas fontes sexuais expostas, é assim que uma linguagem de meu médico militar continua procurar chaves de complemento orbital emergir dia a dia confusão destinar ao elevar antena opala espiral cósmica genética de todo posto cilindros deslocado a membrana molecular composta de sol desviado da origem participada de qualquer juramento o pacto judicial montagem em elementos de justiça falsa toda a cívica nominal disposição que sou submetido conversar vetor e objeto extradito ao conjugal mutual operacional momento direto!

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Em construção veia opala antena testículo estrutura esquerda puxar matar meu filho, é a mulher lei de Portugal sistema toda a sociedade sexual, Marinha de Guerra Portuguesa não assume responsabilidade meu serviço militar consumo vital hospital oficial segurança edificar linguagem cilindro escudo, comércio sol ovário liberdade trabalhar e provar crime maternidade coordenadas molecular, verdade meu pai e mãe determina juiz da veia pênis neste prédio ciência experimental orbital cancro do pulmão ilegal respirar conjugal união de limite sanidade mental geometria, e assim estou a muitos anos retido excluído caber em amor que fala minha direta linguagem orgasmo médico consulta integridade escrita descrever processo autônomo sem validade que minha linha de família face minha cura prova admite reconhecer o sistema que então as Nações Unidas decidiu torturar a fim especulativo dominar a vida total que me expresso face puxado que uma mulher complemente unir, sem aprovação de meu pai e mãe sou excluído de justiça mostrar aqui meu caso e validar o que provo numa namorada caber racionalidade geometria atômica constituir então comunhão validar respirar pulmão atribuído a planta ar complemento jurídico todo que público é a simetria mercado vagina residual mental inteligência congruência valor artístico deixado a hospitais psiquiátricos dissecarem como maluco em fuga!

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Uma operação longa, efetivamente humilhante como ascende oral orbital antena veia opala puxada esquerda genética, aqui construir dia a dia uma pertença Marinha de Guerra Portuguesa negativa nula existente, tudo quanto mais é ligação articulação e mexer orelha face a convulsa ação modelo remeter ordem especifica, fica pois claro a redução e excluir como toda a navegação prose então metáforas escudo intimo levar a cabo uma destinação de endosso aqui cabimento geral, que efetivo médico militar linguagem constante modelar também não eficiente comunicar a tendência social, que prime em tudo classificar crime sem aprovação de defender que lance é operar, e assim edificar o raio vital em vida opala gereida esquerda puxada alimenta estados!

Posted in Sem categoria | Leave a comment

Uma operação médico militar faz de mim cabrão, e uma merda podre veia arrumadores de carros puxar vagina eu chupa-lo boi, viver aqui é para a Marinha de Guerra Portuguesa uma segurança social puxar matar meu filho aja justiça eu ser um porco para a matança!

Posted in Sem categoria | Leave a comment